O cidadão não pode ter nada, que é roubado pelo bandido das ruas ou pelos bandidos de Brasília.